quarta-feira, 10 de junho de 2009

UM QUACK ANIVERSÁRIO parte 2

Pato Donald faz 75 anos parte 2

Donald já recebeu um Oscar pelo desenho Der Füerer's Face lançado em 1º de janeiro de 1942, nele, Donald é um trabalhador em uma fábrica na "Nutzi Land" ( Alemanha Nazista ). Dentre as várias atividades que lhe são impostas a mais 'singular' é ter que fazer a saudação nazista a cada vez que ele vê uma foto de Hitler, e estas imagens aparecem em todos os lugares. Com o tempo ele se torna uma pequena peça de uma máquina sem rosto, sem escolha, até que ele sofre um colapso nervoso. Em seguida, Donald acorda e descobre que tudo aquilo não passou de um terrível pesadelo.

video

Também nesse ano , Donald passou a ter "vida própria", sem depender de Mickey, quando Carl Barks resolveu adaptar uma história estrelada por Donald, Mickey, Pateta e Pluto para ter apenas Donald e os sobrinhos. Donald Duck Finds Pirate Gold ( Donald Encontra o Ouro dos Piratas ). Carl Barks assumiu as histórias de Donald e revolucionou o Universo Disney criando uma legião de lugares e personagen ao seu redor, como Tio Patinhas, Pardal, Maga Patológica, o vizinho Silva e o primo sortudo Gastão. Foi com Barks que Donald teve sua personalidade finalmente formatada.

Em 1943, Donald visitou o Brasil, no longa-metragem Alô Amigos, que fez parte de um programa de 'boa vizinhança' do governo americano na tentativa de persuadir o governo de Getúlio Vargas, que já havia manifestado certa 'simpatia' pelo nazismo, a se juntar aos aliados na guerra. É nesse desenho que surge Zé Carioca. O Donald volta ao país um ano depois em Você Já Foi à Bahia?, de 1944, onde se apaixona por Aurora Miranda, irmã de Carmen Miranda.

video
No dia 12 de julho de 1950, chegou às bancas do Brasil a revista Pato Donald # 1 com duas histórias escritas e desenhadas por Carl Barks. Nessa edição de estréia alguns personagens, tinham nomes bem diferentes. Huguinho, Zezinho e Luizinho (Huey, Dewey and Louie, no original) se chamavam, respectivamente, Nico, Tico e Chico e Pateta era Dippy (o mesmo que nos Estados Unidos, antes de se tornar Goofy ). Sucesso instantâneo, a primeira edição teve uma tiragem inicial de 82.000 exemplares, que foram vendidos rapidamente. O Pato Donald pode ser considerado o GIBI de maior sucesso do mercado brasileiro, com seus 59 anos de publicação ininterrupta e seus 2371 números completados esse mes.
Quem faz aniversário é o Donald mas quem ganha o presente é você!!!
Clique no link abaixo e pegue o seu scan, de altíssima qualidade, da histórica edição nº1 do GIBI do Pato Donald da Editora Abril, TOTALMENTE GRÁTIS, cortezia do Blog TOP GIBI

Muitas dessas histórias foram produzidas no Brasil mas com o fim do Estúdio Disney da Editora Abril, a maior parte das histórias do Pato Donald vem principalmente da Itália e foram eles que, em 1969, o transformaram Donald em um super-herói com a criação do Superpato, uma paródia de Diabolik, personagem de sucesso por lá.
Em meados dos anos 90, os Estados Unidos também deixaram de criar histórias da turma Disney mas, no ano passado, a produção foi retomada, e a volta se deu exatamente com um título do Pato Donald.
Agora, depois de 75 anos de vida, mais de 200 desenhos animados, milhares de GIBIs mundo a fora e uma popularidade imensa só nos resta desejar muitos mais anos de vida ao Pato Donald!!!

Quem faz aniversário é o Donald mas quem ganha o presente é você! Duas vezes!!


É, 75 anos merecem mais do que 1 presente! Guarde esse lindo wallpaper do Pato Donald feito pelo pessoal da MA M.A. Comunicação Visual especialmente para os leitores do do Blog TOP GIBI.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails