terça-feira, 2 de junho de 2009

Um romance de garotas


Garotas em um convento
Normalmente é o manga que se torna animê. Este não foi o caso de "Maria". "Maria-sama ga Miteru" é uma história que foi originalmente escrita em forma de romance por Oyuki Konno. É um romance entre garotas que possui 24 capítulos e foi lançado em março de 2006. Ao pé da letra a tradução do título "Maria-sama ga Miteru" seria "A Virgem Maria vela por ti". Mais conhecido como "Marimite" estreou como animação em 2003. Depois, em 2004 veio a segunda temporada. A terceira foi anunciada em novembro de 2005, e foi feita com qualidade de OVA. Seu nome mudou um pouco, ficando "Maria-sama ga Miteru Haru". Posteriormente foi adaptada em uma série de mangás pelo ilustrador Satoru Nagasawa.


A história se passa na Escola para Moças Lillian, uma escola católica, fundada em 1902 em Musashino (Tóquio),e que é somente para meninas ( óbvio ). A escola é tida como a mais elegante, para meninas de grande poder aquisitivo, puras e é bastante prestigiada.

Conseqüentemente, as estudantes são bastante respeitáveis e comportadas. A escola têm como símbolo olírio branco, a flor da virgem Maria. Esta flor é o símbolo cristão da pureza e virgindade. Um aspecto interessante é o uso da língua francesa , o subtítulo mesmo é em francês " La Vierge Marie vous regarde", ou "A virgem Maria vos guarde". É uma forma de expressar delicadeza do enredo, muito embora não seja necessário fluência nessa língua para entender a trama.


A trama gira em torno de duas personagens principais. Fukuzawa Yumi, a protagonista da série, é bastante tímida e insegura. Ela gosta de Sachiko, mas constantemente se questiona se isso é recíproco. Ogasawara Sachiko, é fina e elegante. Sachiko têm um lado áspero e outro bastante doce. Ela tem cuidados e também um enorme ciúme sobre Yumi. No começo da história, a novata Yumi Fukuzawa é inesperadamente abordada com o pedido de ser ‘Petite Soeur’ da secundarista Sachiko Ogasawara.Na escola há uma tradição conhecida como Sistema Soeur (Soeur em francês significa Irmã), na qual uma aluna do segundo ou terceiro ano, a ‘Grande Soeur' ('Irmã Maior’) dará seu rosário a uma estudante primária, a ‘Petite Soeur’ (‘Irmã Menor’), prometendo cuidar e guiá-la.

A história conta um pouco sobre romance entre garotas, embora apenas uma relação entre as garotas seja mostrada explicitamente (em flashback), é evidente que muitas das ‘Soeurs’ possuem relacionamentos que ultrapassam a amizade. Isto, porém, não impede que os fãs e criadores de dojinshi (fanzines) elaborem suas próprias versões destes romances com cenas pra lá de picantes.

O Yamayurikai - O Conselho das Estudantes tem participação importante no dia-a-dia do colégio é composto de 3 cargos chamados 'rosas': Rosa Foetida, Rosa Gigantea e Rosa Chinesis. A ‘Petite Soeur’ de uma Rosa é chamada ‘en bouton’ (Francês - 'a desabrochar'). Muito embora os cargos no Yamayurikai sejam tradicionalmente passados da ‘en bouton’ que se gradua para sua ‘Petite Soeur’, ocorre uma eleição para esses cargos (parte explorada na primeira temporada). O ambiente é composto por poucas cores sendo estas majoritariamente de tons discretos, normalmente usando cores do outono e inverno. As cores representam um grande contraste em relação a outros animês, tais como o famoso "A Garota Revolucionaria UTENA", desenho com o qual "Marimite" é freqüentemente comparado devido aos relacionamentos similares decorridos em escolas. Além de ter a versão mangá e animê, "Maria-sama ga Miteru" também possui uma versão live action, que mostra o sucesso que a série fez no Japão!


Como curiosidade vale destacar que a Escola para Moças Lillian é baseada em uma escola real localizada em Musashino, conhecida como Musashino Joshi-Gakuin ( Escola Musashino para Moças ). Embora seja uma escola particular, ao contrário da escola do anime, esta não tem nenhum vínculo religioso.


Se tivesse esse uma escola como essa por aqui eu certamente teria feito pedagogia!

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails