quinta-feira, 2 de julho de 2009

TOP do GIBI - LADY DEATH - 2ºlugar

TOP do GIBI - Outras Editoras 2º

( esse é o voto da equipe do Blog TOP GIBI - Vote você também )




Criamos esse tópico para que, as pessoas que não conhecem certas personagens, conheçam um pouco mais e entendam porque elas foram votadas, pela equipe do Blog TOP GIBI para as TOP do GIBI, na categoria Outras Editoras.



LADY DEATH




Criada por Brian Pulido e Steven Hughes em dezembro de 1991 para a Eternity Comics, Lady Death, que depois passou pela Chaos! Comics e Avatar Press teve sua origem, personalidade e até visual modificados conforme trocava de editora ou mídia, já que modificações também aconteceram quando ela virou desenho animado.
 
Vamos contar um pouquinho de cada versão de Lady Death:






Lady Death Original


Lady Death Original surgiu como vilã. Ela apareceu como uma alucinação para o menino Ernest Fairchild e prometeu amá-lo para sempre desde que ele lhe fosse fiel. A a maneira de mostrar a sua fidelidade era... era matar todas as pessoas da Terra. No início, ela era retratada somente como o incentivo ( e que incentivo!! ) para que Ernie passasse suas histórias matando todo mundo, sem uma origem ou outras participações.
Depois, conforme a história avançava, Lady Death deixou de ser simplesmente a namorada 'má' de Ernie, e começou sua própria história. Com a mudança, sua personalidade mudou radicalmente e ela deixou de ser uma vilã se tornando uma das mais sexys heroinas dos GIBIs.









Classic Lady Death


Hope, a mulher que se tornaria Lady Death, nasceu como um mortal na época das Cruzadas, filha de um nobre da Suécia chamado Matthias que era na realidade um descendente dos anjos caídos que se rebelaram contra Deus. Em contrapartida, sua mãe era uma mulher tão pura e inocente que sua linhagem chegou ao céu.
A mãe de Hope ( em português Esperança ) morreu quando ela era adolescente, e ela passou a viver com o pai. A crueldade de Matthias para com seu povo desencadeou uma revolta camponesa. Matthias escapou por pouco da morte nas mãos dos rebeldes com a ajuda de um demônio, mas Hope foi capturada pelos rebeldes e acusada de feitiçaria.
Com a possibilidade de execução por queima na fogueira, Hope proferiu um encantamento que ela ouviu seu pai dizer e convocou um demônio que ofereceu-lhe um negócio: ele iria salvá-la da morte se ela renunciasse à sua humanidade e service os poderes do inferno. Ela aceitou e foi transportada para o Reino Infernal. Chegando ao inferno Hope se viu no meio de uma guerra civil entre Lúcifer e um exército de demônios renegados liderados por um poderoso feiticeiro.
O coração puro e inocente de Hope foi destroçado quando ela soube que o feiticeiro ambicioso que desafiava Lúcifer, pelo controle do inferno, era seu próprio pai. Sendo ela gradualmente corrompida e contaminada pelo mal, Hope declarou que a mulher inocente que ela tinha sido uma vez estava morta e que ela passaria a ser conhecida apartir de agora somente como Lady Death. Em sua nova personalidade de Lady Death, ela liderou uma revolta contra os senhores do inferno. Durante a batalha final, Lúcifer amaldiçoou-a a nunca mais voltar à Terra enquanto houvesse vida na Terra. Então Lady Death fez um juramento que iria contornar a maldição de Lúcifer, exterminando toda a vida na Terra. Tempos depois Lady Death escapou do controle de Lúcifer sobre ela, lançando-lo através do Heaven's Gate ( um lugar onde o mal não pode ir ), e assim se tornando a nova governante do Inferno.





Lady Death Medieval



Lady Death também foi editada pelo selo Crossgen entre 2003 e 2004. Brian Pulido continuou a trabalhar em Lady Death para Crossgen, criando uma nova série intitulada Lady Death Medieval, que foi lançado em fevereiro de 2003.
Nesta versão, Lady Death sofreu muitas mudanças ( sendo, para muitos, uma outra personagem ) em uma tentativa de chegar a um novo público, mais conservador. Apesar de Lady Death Medieval estar desfrutando de vendas razoável, a Crossgen Entertainment entrou em dificuldades financeiras próprias e foi falência em 2004.








Lady Death Avatar Press



Quando a Avatar Press conseguiu os direitos de Lady Death ela o conseguiu sem o resto dos personagens Chaos! Comics que participaram bastante das histórias dela. Por isso ela ganhou outra origem, com grandes diferenças para a história contada na Chaos! Comics.
Agora Hope é a filha de Maria e Marius, um cruzado que passou sua vida nas Cruzadas contra os pagãos. Após voltar de uma de suas viagens, ele é seguido por Hope, que notou que seu pai mudou já não era mais o mesmo, e sua esposa Maria até as masmorras. Lá elas descobrem que Marius, convoca espectros diabólicos, e sacrifica almas de seus camponeses em troca de poder.
Marius as descobre e revela que o seu corpo está dominado pelo demonio Sagos para logo depois agarrar Maria e a levar através de um portal mágico. Enquanto isso o povo do feudo de Marius, revoltado com maus tratos e altos impostos invade o castelo e, chegando as masmorras, eles vêem apenas Hope cercada de artefatos de magia negra. Para executar sua vingança, os moradores decidem queimar Hope na fogueira como uma bruxa.
Não desejando morrer, Hope lança o feitiço, que ela ouviu seu pai dizer, e convoca espectros a levam através de um portal que a leva até Blacklands. Ao chegar ao destino ela abandona sua humanidade e compromete a sua alma com o Labirinto. Ao passar através do portal, sua pele e cabelos ficaram albino ( a marca de todos aqueles que, voluntariamente, escolheram passar pelo portal ). Lá ela encontra Wargoth, e a feiticeira Satasha que se aliam a ela na tentativa de destruir Sagos e resgatar sua mãe.



Lady Death Animated




O filme começa no século 15 na Suécia, onde Hope, a bela filha de Matthias, um mercenário que é na realidade um demônio, é acusada de ser consorte do diabo. Condenada pelo padre da cidade para ser queimada na fogueira, seu pai oferece a ela uma nova vida se ela se juntar a ele no inferno. Certo de que ela aceitaria ele enviou dois demônios que a carregam fisicamente para o Inferno ( restaurando o seu corpo gravemente queimado no processo ), deixando-a na presença do seu pai, que a quer ao seu lado. Quando ela recusa a proposta, ele a lança para longe.




Depois ela conhece o mestre ferreiro Cremator, um escravo fugido e com sua ajuda ela passa a liderar um exército de criaturas demoníacas que ela usa para enfrentar seu pai. Nesta realidade, sua maldição é para ficar presa no Inferno, enquanto os aliados de Lúcifer permanecerem vivos. Diferente dos quadrinhos, Lady Death aqui já é apresentada como uma heroína, cujo objetivo não é destruir toda a vida na terra, mas libertar o Inferno da tirania de Lúcifer. Lady Death: The Movie foi lançado em 2004 pela ADV Films.


video







Lady Death Coffin


Em 2008 foi lançado Lady Death: Icon pela Coffin Comics com Brian Pulido como editor e escritor e Ivan Reis como desenhista. Apesar de ter recebido várias capas alternativas e muitos pré lançamentos pouco conseguimos descobrir sobre esse GIBI que até agora parece ter sido a única edição.


















Por toda essa fantástica trajetória ( além da extrema beleza e sensualidade ) Lady Death é uma ótima escolha para as TOP do GIBI.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails