sábado, 29 de agosto de 2009

Mulher Maravilha Especial 9


É isso aí pessoal! continuando a '38ªSemana Comemorativa', nós do Blog Top GIBI, falaremos mais uma vez delas... as MULHERES!!! E mais uma vez da maior estrela de todos os GIBIs, de todo o mundo, de todos os tempos. A Mulher Maravilha.

Bom, pessoal, nós já falamos sobre a série da Mulher Maravilha com Linda Carter e do filme piloto com Cathy Lee Crosby. Agora nós vamos falar sobre a primeira tentativa de se levar a linda princesa para a TV.




O ano era 1967 e produtor de televisão William Dozier estava procurando um herói para uma terceira série que ele queria levar a TV para a temporada de 1968.

A primeira produção de Dozier, o agora clássico Batman, com Adam West e Burt Ward como a Dupla Dinâmica, foi um sucesso galopante. Sua outra série, o Besouro Verde, embora não tão bem sucedida na época, foi ganhando um grande culto com o passar dos anos.

As séries de Dozier tinham diferentes estilos de narrativa. Batman era uma comédia debochada que se deu muito bem com todo o tipo de público ( inclusive os fãs dos GIBIs ). Já o Besouro Verde era mais sério, uma história de ação e aventura e era mais popular com os mais velhos e os telespectadores mais sofisticados. Dozier queria fazer algo completamente diferente com a sua próxima série.

Inspirado pelo Capitão Nice 'heroi' de uma série de uma emissora rival Dozier decidiu que seu próximo projeto seguiria também a mesma rota com a heroína Mulher Maravilha. Por que William Dozier a escolheu ninguém sabe. Talvez porque ela nunca tinha sido levada a TV antes ( nem ás matines de cinema, nem transformada em desenho animado ou sequer em programa de rádio ou mesmo peça de teatro ). Agora tudo o que ele tinha que fazer era contratar uma atriz, um escritor e deixar de lado por completo toda a mitologia da personagem!

Depois de ler um roteiro que ele não gostou, escrito por roteiristas da série Batman, Dozier tentou novamente e para o segundo script ele chamou o seu roteirista favorito de Batman, Stanley Ralph Ross. Ross, que também trabalhou em "The Man from Uncle" e "The Monkees" e que iria trabalhar na futura série com Linda Carter, queria fazer algo que lembrasse os GIBIs, mas como teve que fazer o roteiro 'a quatro mãos' com Dozier acabou tendo pouca voz ativa. Juntos eles produziram um pequeno filme piloto de quatro minutos e meio intitulado "Quem tem medo de Diana Prince?" Esse piloto foi feito só para ser exibido aos executivos da emissora para convencê-los aproduzir a série de verdade.

O resultado foi uma verdadeira catástrofe!!!

A Diana Prínce que Dozier e Ross apresentaram era uma jovem tímida, de vinte e sete milhões de anos, que vive com sua mãe ( que não é a Rainha Hipólita ) em um pequeno apartamento. Diana não é muito inteligente, é muito dependente de sua mãe e tem só um grande desejo na vida - "Conseguir arrumar um homem". A mãe de Diana preferiria que ela ficasse em casa e se casasse com qualquer um, do que vê-la "voar" por ai vestida de Mulher Maravilha.

No entanto, o ponto mais baixo dessa dolorosa e humilhante versão foi o texto falado pelo narrador ( Dozier ):

"Mulher Maravilha! Quem acha que ela tem a força de Hércules?

Quem acha que ela tem a sabedoria de Atena?

Quem acha que ela tem a velocidade de Mercúrio?

Mas quem pensa que ela tem a beleza de Afrodite?

Pensa? Que diabos? A Mulher Maravilha tem a beleza de Afrodite?"



video




Nem uma pessoa que nunca ouviu falar da Mulher Maravilha poderia concordar com algo assim... e foi o que aconteceu. O filme foi totalmente rejeitado, mas a sua produção não foi totalmente prejudicial a nossa linda amazona. Foi ele que despertou na emissora a vontade de fazer uma série com a Mulher Maravilha e que, depois de mais uma tentativa fracassada com Cathy Lee Crosby, chegou ao sucesso com Linda Carter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails